Tirando dúvidas com uma nutricionista vegana

Eu parei  de comer carne de porco com 12 anos, depois de ver um porco sendo caçado numa cidade do interior. Com 16, cortei a carne vermelha e o frango, e esse ano, com 24, cortei o peixe. Com o tempo também fui sentindo menos vontade de comer ovo, queijo e leite, e aos poucos fui cortando também. Por se tratar de uma mudança grande na minha alimentação, resolvi procurar um profissional qualificado para me ajudar.
Minha consulta com a nutricionista Nana Barros foi em casa mesmo, o que achei bem prático. Além da nossa conversa, ela fez uma avaliação física e a partir disso foi definida a dieta ideal para mim.
Aproveitei para tirar algumas algumas dúvidas e conhecer mais sobre o estilo de vida e a filosofia vegana! Vou deixar aqui as respostas dela.
WhatsApp Image 2016-09-01 at 21.00.52
Sobre suplementação de vitaminas em uma dieta vegana
“Todo adulto tem uma necessidade energética (quantidade de calorias) quanto uma necessidade de lipídios e de proteínas. Se ele consegue obter a partir da alimentação essa quantidade de proteína a gente não precisa suplementar. Por isso a nutricionista é o profissional indicado, porque ela vai calcular a quantidade de proteína, de gordura e de carboidrato que a pessoa deve ingerir. Se a pessoa tem uma atividade física que é muito desgastante, como uma musculação pesada, um corredor, um ciclista, essa pessoa vai precisar suplementar, porque talvez ela não consiga comer a quantidade de proteína necessária, então é aí que entram os suplementos. O vegano não é diferente de uma pessoa com uma alimentação tradicional.”
Sobre vergonha de comer e os padrões da sociedade
“Isso aí adentra numa questão mais filosófica. O veganismo não é uma dieta, é um estilo de vida.  A partir do momento que você não se coloca como centro do universo, que é o que o onívoro faz, você se permite mais. Você está se permitindo ser igual àquela porca, àquela vaca, aquele outro ser vivo que está ali. Então você vai ter que buscar outras formas de suprir esse seu prazer. de não estar no centro de tudo.O estilo de vida vegano prega muito a libertação animal – inclusive a nossa libertação.A gente não quer ser visto e julgado, a gente quer ser visto e enxergado como um ser igual a todos os outros. Geralmente a gente diz que vegano come muito, a gente come bastante nenhum ser vivo.”
 
Dicas para quem quer se tornar vegano
“Eu digo o que eu sempre digo para todo mundo: Você não é especial. Se eu consigo, se 70% das pessoas que se tornaram veganas conseguiram sair do vegetarianismo, você também consegue, porque o despertar não é automático. Você não acorda um belo dia e diz “não vou comer mais nada de origem animal, não vou usar nada de origem animal”. Cada pessoa desperta de um modo diferente, em um tempo diferente. Se nocê hoje não está comendo carne, mas ainda está comendo peixe, ovo, leite, a partir do momento que você decidir de verdade, de coração e de consciência, você vai conseguir, você vai tomar essa decisão e vai ser efetivo na sua vida, porque você se sente livre, por não estar oprimindo ninguém, e se sente leve, por você estar tendo uma gama de alimentos diferentes para experimentar. É uma vida totalmente diferente e é uma vida libertadora. “
Serviço
Nutricionista Vegana e Funcional
Nana Barros
Telefone: (81) 9.9675.3276
E-mail: ncsbarros@gmail.com
Anúncios

2 opiniões sobre “Tirando dúvidas com uma nutricionista vegana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s