Montando uma rotina de cuidados com a pele

O passo a passo diário de cuidados com a pele é um assunto que sempre gera dúvidas, principalmente em relação à ordem das coisas. Além disso, é importante conhecer bem a sua pele para definir quais produtos usar, e isso pode levar um certo tempo. Tentei passar nesse post o máximo de informações, explicando quais os passos e tipos de produtos a serem utilizados.

Todos os produtos que indiquei são de marcas que não testam em animais! Coloquei os links no post, é só clicar no nome do produto.

Se vocês tiverem mais dúvidas é só deixar nos comentários! Vamos nos ajudar!

 

woman-cleansing-face-02

Manhã (todos os dias)

1. Limpeza – É importante limpar bem o rosto todas as manhãs porque enquanto a gente dorme, nossa pele produz mais óleo do que o normal. Fora o suor, a poeira… Nosso rosto precisa ser lavado como qualquer outra parte do corpo! É o início da preparação da pele para o resto do dia.

Você pode usar um sabonete, mas é importante que ele seja suave e sem sulfato – o sulfato deixa a pele alcalina e isso é péssimo porque é justamente a acidez da pele que elimina as bactérias. Se for para ter, que seja em menor quantidade, então é bom sempre dar uma olhada na lista de ingredientes do produto, eles são listados de acordo com a proporção. A Granado tem opções boas e baratinhas, como Antisséptico Tradicional (R$6) e o Sabonete Barra Tradicional (R$3,50).

img_4698

Uma ótima opção também é usar uma loção de limpeza, que você pode usar aplicando diretamente na pele seca, massageando e retirando com água. Eu tenho usado todos os dias a loção de limpeza da Arte dos Aromas, que é orgânica e vegana. Também gosto muito da 9 to 5, da Lush, que é feita com óleo de amêndoas e serve para todos os tipos de pele (nem sei se ainda vende no site brasileiro deles). Óleos em geral também são boas opções para a limpeza matinal, só não esqueça de usar alguma toalha ou disco de algodão para removê-lo completamente. Eu gosto de usar óleo de coco!

2. Tônico – O tipo de tônico que você vai usar depende totalmente to seu tipo de pele. No geral, eles servem para equilibrar o pH da pele após a limpeza, mas eles podem servir como aliados também na hidratação.

img_4617

Vale lembrar que o tônico não é um complemento da limpeza de pele. Os produtos próprios para a limpeza devem retirar a sujeira sozinhos – se você passa o disco de algodão com tônico e ele retira maquiagem ou poluição, é porque a limpeza não foi feita corretamente.

O que o tônico vai fazer é melhorar a absorção do hidratante e dos demais produtos que você passar na pele. Dependendo do tipo de tônico, ele mesmo vai agir como um hidratante e você pode até utilizá-lo mais vezes durante o dia. Gosto de levar o meu tônico de rosas da Lush para a praia, por exemplo.

Já ensinei aqui no blog um receita de tônico caseiro feito com vinagre de maçã, para acessar é só clicar aqui. É uma forma bem barata e eficiente de evitar cravos e espinhas. Nossa pele é naturalmente ácida, e o tônico vai restabelecer esse manto ácido natural, formando uma barreira de proteção contra as bactérias causadoras da acne.

Resumindo: o tônico pode ser adstringente (para peles oleosas) ou hidratante (para peles secas). A escolha vai de acordo com o seu tipo de pele. Você pode usar os dois juntos, intercalar ou escolher um só. Fuja dos tônicos adstringentes que ardem, eles fazem mais mal do que bem. Sempre dê olhada se ele tem álcool na composição.

O tônico para pele oleosa vai conter ingredientes como: Óleo de tea tree (melaleuca), copaíba, salvia, ácido salicílico, entre outros. O tônico para pele seca vai ter ácido hialurônico, glicerina, babosa, água de rosas, entre outros.

3. Hidratação – Vou bater na mesma tecla de sempre: conheça bem a sua pele e suas necessidades. Existem hidratantes para todos os tipos de pele e os resultados variam muito. No geral, é bom escolher um produto mais leve, principalmente se você for passar outros produtos na pele depois, como protetor solar. Eu gosto muito do creme para pele oleosa da Cativa Natureza, uso todos os dias pela manhã. Além de hidratar, ele deixa a pele bem sequinha. Para as peles mais secas, no site da Cativa tem também o Hidratante Maria da Selva, rico em Vitamina E.

IMG_2534

Uma das dúvidas que recebi foi se tanto o tônico quanto o hidratante são necessários ou se um só serve. Acho que os dois são importantes e podem ajudar bastante, mas sendo bem sincera, se você TIVER que escolher, escolha o hidratante. Eu mesma esqueço de passar tônico às vezes, apesar de sentir melhoras na pele quando o uso com frequência. Mas o hidratante acaba fazendo toda a diferença inclusive em peles oleosas: se você lavar o rosto e não hidratar depois, pode ocorrer o efeito rebote, que é quando a pele tenta compensar a retirada da oleosidade produzindo ainda mais óleo.

4. Protetor solar – Escrevo isso cheio de culpa, por que faz um tempo que eu não uso. O problema é que eu comprei um protetor solar num site estrangeiro um tempo atrás e acabei não gostando nem um pouco. Recentemente comprei um da Ada Tina, recomendado por uma leitora, e estou esperando chegar pelos correios. Escolhi esse por ser cruelty free, vegano e por não conter alguns dos químicos nocivos encontrados em outros protetores disponíveis no mercado.

É essencial usar protetor todos os dias para evitar o envelhecimento precoce e o câncer de pele. Cuidados com os produtos como base e bb cream proteção solar, porque na maioria das vezes o FPS alegado é apenas uma estimativa, mas não é testado clinicamente. Para garantir, é bom usar um produto específico para isso.

Alguns cuidados precisam ser tomados, como substituir o produto uma vez por ano e reaplicar depois de algumas horas de uso.

 

landscape-1430860822-moisturizer-mistakes

Noite (todos os dias)

1. Limpeza 1 (Demaquilante) – Se você usou maquiagem ou protetor solar durante o dia, você precisa limpar o rosto duas vezes. Se não, você pode pular para a Limpeza 2, ok? A melhor forma de retirar maquiagem e FPS da pele é utilizando algum tipo de óleo ou demaquilante bifásico. A pele vai ficar um pouco oleosa depois, mas isso você vai retirar na segunda limpeza. O óleo é capaz de quebrar as partículas de maquiagem (inclusive à prova d’água) e de protetor solar.

Não use lenço demaquilante!! Ou use só para o excesso. Eu sempre tenho lencinhos guardados para os dias de muita preguiça, mas é importante saber que eles nunca retiram a maquiagem de verdade. Se for usar, escolha um sem álcool.

Normalmente eu uso óleo de coco para tirar a maquiagem, aplicando direto na pele seca e massageando para derreter tudo. Também dá para usar azeite de oliva e óleo de amêndoas. Outra opção é um demaquilante bifásico – eu gosto do da Needs (custa uns R$20 em qualquer Drogasil) e do da Pausa Para Feminices para a Tblogs (R$30). Se você usou só uma maquiagem mais leve, um demaquilante tradicional pode servir, como uma água miscelar.

2. Limpeza 2 – Aqui você repete o que você fez de manhã, podendo usar o mesmo produto ou algum diferente que siga a mesma linha. Essa é a parte mais importante de toda a rotina, é importante retirar toda a sujeira/maquiagem/poluição acumulada na pele durante o dia para que os próximos produtos façam efeito e não apareçam cravos e espinhas durante a noite.

3. Tônico –  O Tônico da noite pode ser o mesmo da manhã, tranquilamente. Se você tiver mais de uma opção, pode ir usando de acordo com o que sua pele precisa no momento. Como minha pele é mista, eu gosto de usar tônicos para pele oleosa durante o dia e o tônico da Lush Eau Roma Water de noite, que é com água de rosas e lavanda.

4. Óleo/Sérum/Creme para olhos – Esse é o momento de usar qualquer produto extra de tratamento que você precisar. Óleo de tea tree nas espinhas? Óleo de rosa mosqueta nas cicatrizes e manchas? Creme para as olheiras? Agora é a hora. Como sou louca por cuidados com a pele, tenho tudo isso em casa, mas só uso quando estou disposta e de acordo com a necessidade. Recomento muito ter óleo de rosa mosqueta em casa para quem quer algum tratamento anti-idade e o óleo essencial de tea tree (melaleuca) para peles acneicas.

Ah, e se você for usar algum tipo de creme para os olhos, não use nas pálpebras. 

img_4522

Meu creminho para olhos da Cativa que sempre esqueço de usar

5. Hidratação – Essa é a hora de usar algum produto mais consistente no rosto, porque ele vai agir durante toda a noite. A pele se regenera 24 horas por dias, mas durante a noite ela vai ter a chance de fazer isso sem ser “interrompida” por sol ou poluição, digamos assim. Mais uma vez, lembre-se de usar algo próprio para o seu tipo de pele, e não se frustre se você não achar isso de primeira.

Por exemplo, a minha pele é mista, e já tive problemas por usar um hidratante para peles secas. Sempre que eu o usava, os cravos apareciam. Também já usei hidratantes leves demais, que não hidratavam o suficiente. Atualmente tenho me dado super bem com o hidratante da Arte dos Aromas. Diz a marca que ele serve para todos os tipos de pele, então fica a sugestão. Você também pode também pode usar algum óleo vegetal como hidratante, tipo um óleo de coco, jojoba ou argan.

clem

Lembretes

Anúncios

3 coisas para fazer antes que o ano acabe

Com o fim do ano chegando a gente começa a pensar nas coisas que podem melhorar em 2017. Apesar de gostar de pensar  em alguns objetivos para o ano novo, eu não curto muito fazer lista de resoluções porque acabo me frustrando quando não consigo realizar algo. Que tal então listar coisas para fazer agora, e assim já começar o ano bem?

e81a2a7f6156edeaadd03b4e8f88173d

1. Diminuir a quantidade de pertences

Roupas, sapatos, papéis, cosméticos… É impressionante como a gente consegue acumular objetos que não precisamos mais. Acho essa a época perfeita para dar uma geral em tudo, separar o que pode ser doado, reciclar embalagens vazias e diminuir a bagunça. Eu não sou muito sentimental nessas horas não: se eu não uso, não guardo (com exceção de livros), então para mim é bem fácil. A parte mais chatinha é organizar a papelada, verificar as notas fiscais, documentos e tudo o mais, mas é o tipo de coisa que vai facilitar muito o início do ano seguinte.

agenda

2. Comprar uma agenda

Também vale baixar um aplicativo de calendário com o mesmo intuito. Saber como você vai se organizar no próximo ano vai te trazer mais segurança e tranquilidade. Comprei a minha logo no início de novembro de tão ansiosa! Escolhi uma no estilo semanal, para que eu possa ter a perspectiva da semana inteira e não só de um determinado dia. Também escolhi uma com bastante espaço para anotações aleatórias.

e770abab399e4945070bf0ef4e08e0a4

3. Começar um hábito novo

Ao invés de esperar a virada do ano para mudar hábitos alimentares, começar a fazer exercício ou forrar a cama de manhã, por que não começar agora? Parece papo de livro de autoajuda, mas é uma boa ideia. Eu venho praticando meditação há algumas semanas com a ajuda do aplicativo Calm e estou adorando. Acho que se eu tivesse deixado para o próximo ano ia acabar adiando ainda mais ou desistido. É melhor aproveitar a empolgação de agora, porque ela costuma acabar junto com o ano.

Óleo vegetal x óleo essencial: para que serve cada um?

É muito comum encontrar óleos essenciais e vegetais na composição de cosméticos, principalmente os de marcas naturais e de boa qualidade. São ativos naturais obtidos a partir de diversas partes das plantas e conhecidos por serem multifuncionais. Há uma grande diferença entre esses dois produtos, por isso é importante se informar e conhecer os benefícios de cada um. Incorporá-los no dia a dia é uma ótima forma de começar a ter uma rotina mais natural.

oleos

O óleo vegetal é uma gordura extraída de plantas formada por triglicerídio. Não evaporam nem são solúveis em álcool, e a maioria pode ser ingerida. São obtidos através da prensagem a frio das sementes de plantas oleaginosas, por isso são mais espessos. No geral, funcionam como excelentes hidratantes, servem para a limpeza da pele e do cabelo e também para massagens.

Os óleos vegetais possuem um aroma suave e penetram rapidamente na pele. Raramente causam alergias, podendo ser utilizados por pessoas com pele sensível. Exemplos de óleos vegetais: azeite, óleo de coco e óleo de amêndoas doces.

Já os óleos essenciais são substâncias voláteis e extremamente concentradas. São extraídos de plantas aromáticas por processos de destilação à vapor, pressão da casca no caso dos cítricos ou extração com o uso de solventes. Por isso, são os protagonistas da aromaterapia e podem ativar nosso olfato de diversas maneiras, sendo utilizados puros ou através de velas aromáticas e difusores de ambiente, alterando nosso estado (podem relaxar ou estimular).

Na medicina, podem agir como expectorantes, cicatrizantes e diuréticos. Há também óleos essenciais com propriedades antissépticas, como o de melaleuca e o de lavanda. Deve haver bastante cautela no uso de óleos essenciais: por serem altamente concentrados, podem ser prejudiciais quando passados diretamente na pele. Quando usados no tratamento de doenças, devem ter sempre um acompanhamento profissional. Exemplos de óleos essenciais: melaleuca, lavanda, laranja e alecrim.

veg

img_4499

rosa

O óleo de rosa mosqueta é um dos mais presentes na composição de cosméticos devido às duas propriedades regenerativas e antioxidantes. Ele ajuda a reduzir manchas e cicatrizes, prevenir o envelhecimento precoce e a desidratação. Ele pode ser utilizado em qualquer parte do corpo que necessite das suas utilidades. Uso só quando sinto necessidade, normalmente para atenuar marcas de acne e acelerar a cicatrização. Aplico algumas gotinhas na mão e passo no rosto limpo, antes do hidratante.

img_4683

oleodecoco

Esse é o maior curinga de todos! A lista de benefícios do óleo de coco é infinita: hidrata corpo, rosto e cabelo, limpa a pele, ajuda a melhorar infecções, hidrata cutículas… Isso só falando do uso externo, sem mencionar os benefícios para a saúde ao ser ingerido. Eu gosto de usar o óleo de coco principalmente como demaquilante, inclusive para maquiagem à prova d’água, como hidratante labial e para hidratar o cabelo. Já falei mais sobre o assunto nesse post.

ess

img_4677

mela

O óleo essencial de melaleuca (tea tree) é o grande aliado da pele oleosa. Por isso, gosto de pingar algumas gotinhas na máscara facial de argila verde que faço toda semana, e quando necessário, aplico uma quantidade mínima (pouco mesmo, quase nada) diretamente nos cravos e espinhas. Por ser um excelente antisséptico, esse óleo pode ser diluído e utilizado para tratar ferimentos e inflamações, e até no combate à caspa. Vale a pena pesquisar e conhecer!

img_4675

lav

Para mim, lavanda é sinônimo de relaxamento. Uso o óleo essencial de lavanda principalmente na aromaterapia, colocando algumas gotinhas no meu aromatizador, ou pingando uma gota no meu pulso. O cheiro é delicioso! Assim como 0 de melaleuca, o óleo de lavanda também é indicado no tratamento de acne e pode ser diluído nos cosméticos do seu dia a dia.

Guia de presentes de Natal

Chegou a minha época preferida do ano! É meio brega, é repetitivo, mas eu amo esse clima natalino, parece que tudo fica mais bonito e alegre. E amo dar presente para as pessoas! Me divirto bastante tentando adivinhar o que elas vão querer e fico ansiosa para ver se vão gostar. Como sei que muita gente fica na dúvida sobre o que dar, preparei uma lista de sugestões em conta que valem tanto para presentar alguém da família como para dar no amigo secreto do trabalho.

Plantas

Acho um presente super pessoal e charmoso. Dê preferência a cactos e suculentas, que são plantinhas mais resistentes e fáceis de cuidar. Em Recife existem várias lojas que vendem plantas em vasos lindos, como a Planteuma, a Hipó e a Varandinha.

15179106_1210241625721661_6943698702652448244_n

Plantinhas da Hipó

Se a pessoa mora em casa e tem espaço, dá para pensar em alguma coisa maior. Se você souber que ela gosta dessas coisas, claro. Mas acho que a maioria das pessoas adoraria ganhar uma planta de Natal! Eu com certeza sou uma delas.

Livros

Essa opção é meio óbvia, mas sempre válida. Não esqueça que você pode presentear livros de receitas, de fotografia, arquitetura… Então mesmo que a pessoa não seja super literária, ainda dá para achar o livro ideal para ela.

medium_1677

Lançamento desse ano para os veganos (e simpatizantes)

Na dúvida, é bom apostar em algo que você já leu e gostou. Clássicos são sempre bem vindos, assim como títulos mais recentemente consagrados. Ganhei do meu namorado um livro de contos chamado “Ódio, amizade, amor casamento”, de Alice Munro, autora vencedora do Nobel 2013, e amei!

alice_odio_amizade_namoro_capa

Velas aromáticas e decorativas

Como dizem por aí, a vela é o novo perfume (na verdade só eu digo isso). Ultimamente tenho notado um aumento nas opções de velas aromáticas no mercado, e acho isso incrível. É um presente que ficar super bonito na decoração, com a vantagem de poder ter um cheiro maravilhoso. Lavanda, calêndula e capim cidreira são boas opções de cheiro.

img_4684

Também tem a opção de comprar o aromatizador, as velinhas e algum óleo essencial

Creme para mãos

Esse eu nunca ganhei, mas adoraria ganhar. É o tipo de coisa a gente às vezes acaba não comprando, mas é sempre bom de se ter (principalmente para quem é do time das mãos ressecadas haha). Existe uma infinidade de marcas e texturas disponíveis. A Cativa Natureza, a The Body Shop e a Korres possuem boas opções.

avon-korres-oleo-de-amendoa-creme-hidratante-para-as-maos-uniformiza-o-tom-da-pele-fps-15-75g-bc2ba15b5642ae94b55a040fda47c7b2-1024-1024

Comprei esse creme da Korres na última Black Friday, a embalagem é super fofa!

Agendas/cadernos/planners

É a época do ano ideal para dar presentes relacionados a planejamento, escritório e estudos. Lembro que desde os tempos de escola eu amava compras essas coisas no início do ano, me dava uma sensação boa de recomeço.

whatsapp-image-2016-12-02-at-17-25-00

Cadernos artesanais são uma ótima pedida!

Assessórios para celular

Para os amantes de selfie, que tão uma luz portátil para celular? Sim, isso existe, mas em sites brasileiros só achei no Mercado Livre. Uma opção mais fácil de achar são as lentes para celular: tem olho de peixe, wide angle, macro… Dá para fazer muita legal com a câmera do celular.

Cartas e bilhetes

Sem grana para dar presentes? Tudo bem! O que eu mais gosto dessa época do ano é a oportunidade de demonstrar o quanto amamos as pessoas que nos cercam, e isso pode ser feito de várias formas.  Acho que cartas e bilhetes escritos à mão são ótimas coisas para dar e receber. E mesmo que você já tenha comprado um presente, que tal acrescentar um recadinho?

Conversando sobre Slow Fashion com Nuta Vasconcellos

Em uma época na qual as tendências vêm e vão em um piscar de olhos, o slow fashion surge para nos fazer repensar nossos hábitos de consumo. É  um movimento em que qualidade pesa mais do que quantidade. A maioria de nós já comprou algo  para usar uma vez e nunca mais, seja porque a peça estava na promoção ou por impulso. O slow fashion busca a longevidade e o auto-conhecimento, para que possamos criar independência dos estímulos constantes que recebemos através dos meios de comunicação.

No slow fashion, também busca-se conhecer a origem das peças. Como se sabe, muitas empresas apelam para o trabalho escravo como forma de baratear os custos. Também há casos de distribuição de peças de baixíssima qualidade (aquelas que na primeira lavagem já ficam destruídas) e até com substâncias tóxicas no tecido.

Uma das primeiras vezes que li sobre esse conceito foi no blog  GWS, um dos meus preferidos. Uma das fundadoras do blog, Nuta Vasconcellos sempre foi referência para mim, nesse quesito e em muitos outros. Por isso, a convidei para falar um pouco mais sobre o assunto.

12299220_10207099692583654_6500084727213250010_n

MJ: Como você incorpora o slow fashion na sua vida?
 
Nuta: Eu acho que muita gente pensa que a única forma de praticar slow fashion é comprando de algumas marcas específicas ou vivendo um estilo de vida mega natural, orgânico, vegan… E isso não é verdade. Cada pessoa pode “desacelerar”de uma forma diferente, que combina com seu estilo de vida. Eu por exemplo, compro pouquíssima roupa. Tento ter peças básicas que combinam entre si. Tenho 3 calças jeans e 24 sapatos ao total (entre chinelos, salto, sandálias… todos os calçados) Comprar pouco, viver com pouco e usar minhas peças até elas ficarem velhas é uma forma que eu pratico slow fashion.
MJ: Muita gente acaba comprando só em lojas fast fashion porque os preços são menores. O que você acha disso? É possível praticar slow fashion gastando pouco?
 
Nuta: Eu não condeno. Eu também compro e cada um sabe aonde “o sapato aperta”. Infelizmente as marcas de slow fashion não possuem valores que cabem no bolso da maioria dos brasileiros. Um país que se ganha pouco, que está em crise, que se paga muito imposto. Além das facilidades de parcelamento e acesso fácil a moda. É possível praticar o slow fashion gastando pouco. Como eu disse antes, se voce compra em fast fashion, compre menos. Compre somente o que precisa, não caia na cilada das épocas de promoção que te fazem comprar o que você não precisa. Use essa peça até ela ficar velha ou se enjoar, faça um brechó, um bazar ou doe pra alguém que precisa. Não jogue no lixo ou deixe encostada no armário. Mantenha a peça circulando, em uso, útil. E faça SEMPRE o exercício antes de comprar: Eu realmente vou usar? Preciso? Posso comprar em uma loja que fabrica de forma mais consciente?
 
3) Você acha que o mercado da moda já começa a refletir conceitos como slow fashion e moda sustentável?
 
Isso é inegável. Não só as marcas de moda como de beleza também. Mas ainda estamos longe do ideal, mas caminhando. Nós como consumidoras temos que cobrar sempre essa consciência das marcas.
 
4) Com tantas tendências e inspirações espalhadas pela internet, o desejo de consumo aumenta bastante. Como você combate isso na sua rotina?
 
Me fazendo as perguntas: Eu realmente vou usar? Preciso? Posso comprar em uma loja que fabrica de forma mais consciente? Isso combina com quem eu sou? Por onde ando, minha rotina, aonde frequento? Sou muito racional na hora de consumir. Adoro moda, mas não sou vítima dela. E acho que o estilo de alguém não pode depender de tendências. E no final das contas, eu sempre prefiro gastar em um bom restaurante hahahaha.