Saindo do Brasil

Olá, quanto tempo! Já estava na hora de tirar a poeira daqui.

Meu sumiço teve um bom motivo. Do último post para cá, minha vida mudou bastante. Desde agosto estou morando nos Estados Unidos, na cidade de Auburn, Alabama. Vim para cá para dar continuidade aos meus estudos, já que sou formada em Jornalismo. Em janeiro começo o meu mestrado em comunicação na Auburn University e estou bem animada! Com toda a correria da viagem, acabou não sobrando muito tempo para postar no blog, apesar de continuar ativa no Instagram (@blogminhajanela).

WhatsApp Image 2017-10-08 at 20.27.31

Sendo bem turista na minha primeira visita ao campus

WhatsApp Image 2017-10-08 at 20.27.33 (1)

No lago de Tuskegee, cidade vizinha daqui

A adaptação tem sido ótima! A cidade é super tranquila e as pessoas são muito simpáticas. Enquanto meu mestrado não começa, estou fazendo aulas de inglês como segunda língua com vários outros alunos internacionais. Então tem sido bastante interessante essa troca de ideias com pessoas de culturas tão diferentes!

WhatsApp Image 2017-09-28 at 21.03.01

O tempo, como sempre, está passando super rápido. Além do mais, muita coisa tem acontecido aqui: o eclipse lunar, os furacões, as tragédias… É muito louco acompanhar esses eventos de perto, os bons e os ruins.

WhatsApp Image 2017-10-08 at 20.28.26 (1)

Inesquecivel: Dia do Eclipse Solar

Umas das coisas mais legais daqui e poder ir ao supermercado e achar uma variedade enorme de produtos veganos. Leites vegetais, homus e pastinhas diversas, manteiga vegana, cogumelo baratinho… Um sonho mesmo. Já em relação aos restaurantes, meu Recife ganha de longe. La temos opções maravilhosas tanto de lugares exclusivamente veganos (alô, VeganU!) como de restaurantes não veganos com alternativas caprichadas.

Sobre os cosméticos, precisa nem falar, né? Haja força de vontade para praticar o minimalismo, porque as opções são muitas. Acho que a maior dificuldade no Brasil em relação a isso é achar maquiagem barata, mas aqui existem marcas como Milani, Elf e Wet ‘n Wild que são super em conta e qualidade é ótima. Também dá para achar coisas mais naturais sem pagar caro.

Por enquanto é isso! Se vocês tiverem alguma curiosidade sobre morar nos Estados Unidos, podem deixar nos comentários que eu faço post sobre o assunto! Morar fora é algo que sempre tive vontade de fazer e fico muito feliz por ter essa oportunidade.

WhatsApp Image 2017-10-09 at 15.55.26

 

 

Anúncios

3 marcas brasileiras de sapatos veganos

Uma das coisas mais chatas de se achar, sendo vegana, é sapato de qualidade – já que muitas marcas usam couro de origem animal e até mesmo cola com gordura animal na composição. Quase sempre, essas informações não estão claras no produto, então ficamos sempre com o pé atrás. Pensando nisso, separei aqui três marcas que produzem apenas calçados veganos para vocês conhecerem!

Urban Flowers

850xN (1)

Eu morro de amores pela Urban Flowers, é cada sapato mais lindo do que o outro! São vários modelos super charmosos com glitter, lisos, coloridos ou neutros. Os que eu mais gosto são os modelos oxford, como esse da foto acima. Todas as peças são de produção própria, feitas à mão.

Mesmo os sapatos sendo super diferentes, acho os preços muito amigos, e sempre tem promoção por lá!

Site: www.urbanflowers.com.br

850xN (2)

Insecta Shoes

insecta37_lado

A Insecta Shoes tem uma proposta muito legal de reaproveitamento de material como peças de roupas usadas e garrafas de plástico na confecção dos seus sapatos. Cada pedacinho do sapato é pensado de forma ecológica.

insecta

insecta15_lado

Eles possuem uma super variedade de cores e estampas, além de sete modelos diferentes de sapatos. As peças são revestidas com espuma para aumentar o conforto. Me apaixonei por váarios modelos!

Site: www.insectashoes.com

Vegano Shoes

25

A Vegano Shoes é bem legal por possuir alguns modelos bem específicos como tênis de corrida, sapato social e sandálias com salto. Já comprei uma carteira lá, outro item chatinho de achar sem crueldade animal. Vale a pena dar uma conferida!

Site: https://www.veganoshoes.com.br/

06

Favoritos dos últimos tempos – VÍDEO

 

MVI_5206.00_02_39_23

Finalmente comecei a postar vídeos no canal! Feliz demais com essa nova fase do blog, espero que vocês gostem!

Produtos mencionados:

Escova Dental Boni Natural – http://lojabonibrasil.com.br/boni-natural/escova-dental-boni-natural-cabo-de-bambu.html
Base Elf – http://www.elfcosmetics.com/p/acne-fighting-foundation?dept=best-selling-makeup (a minha cor é a Buff)
Hidratante Maria da Selva – https://www.belezadocampo.com.br/cativa-natureza-maria-da-selva-hidratante-facial-50ml
Corretivo Linha Bruna Tavares – https://www.maquiadoro.com.br/corretivo-liquido-bruna-tavares-p1612/
Desodorante Doula Vegana – https://www.instagram.com/doulavegana/
Harry Potter and the Prisoner of Azkaban – http://www.livrariacultura.com.br/p/livros/teen/literatura/contos-e-cronicas/harry-potter-and-the-prisoner-of-azkaban-42139853
O Livro de Receitas da Beleza Natural – https://www.amazon.com.br/dp/8568684270/ref=asc_df_85686842704983102?smid=A1ZZFT5FULY4LN&tag=goog0ef-20&linkCode=asn&creative=380341&creativeASIN=8568684270

Lançamento de base vegana para pele negra

Sempre vejo as mulheres negras reclamando da dificuldade em achar produtos de maquiagem que sirvam para elas, e com toda a razão. É bem difícil mesmo as marcas terem essa consciência, então muitas vezes a cor mais escura ainda é clara demais para MUITAS mulheres, ou os tons não se adequam à temperatura da pele negra, deixando um resultado acinzentado demais.

Por isso achei incrível a iniciativa da Rosângela, do blog Negra Rosa, de lançar bases específicas para as mulheres negras. De acordo com ela, a base deixa um efeito natural e iluminado na pele, ao mesmo tempo em que dá uma controlada na oleosidade!

17991753_665027757041808_2260116833400639014_o.jpg

A cobertura é de leve a média, pelo que vi nas fotos cobre numa boa as olheiras e uniformiza o tom da pele. O produto também possui FPS 15. São cinco tons que vão do Dark 1 ao Dark 5, priorizando os tons mais escuros e mais difíceis de achar no mercado:

Este slideshow necessita de JavaScript.

As bases (e outros produtos de make) estão disponíveis lá na loja virtual da marca. A base custa R$39,90. Os produtos Negra Rosa não são testados em animais e a base é VEGANA!

Lá no blog ela inclusive disponibilizou a composição da base:

COMPOSIÇÃO: AQUA; CYCLOPENTASILOXANE; CAPRYLYL METHICONE; LAURYL PEG-10 TRIS(TRIMETHYLSILOXY)
SILYLETHYL DIMETHICONE;ISODODECANE; ETHYLHEXYL METHOXYCINNAMATE; TRIMETHYLSILOXYSILICATE; SILICA; 
METHYLENE BIS-BENZOTRIAZOLYL TETRAMETHYLBUTYLPHENOL; SODIUM CHLORIDE; SYNTHETIC WAX; ALUMINUM
STARCH OCTENYLSUCCINATE; DIETHYLAMINO HYDROXYBENZOYL HEXYL BENZOATE; GLYCERIN; OCTOCRYLENE; 
POLYMETHYL METHACRYLATE; HDI/ TRIMETHYLOL HEXYLLACTONE CROSSPOLYMER; DISTEARDIMONIUM HECTORITE; 
PROPYLENECARBONATE; PHENOXYETHANOL; DIMETHICONE CROSSPOLYMER; DECYL GLUCOSIDE; PARFUM
(BUTYLPHENYL METHYLPROPIONAL; HEXYL CINNAMAL);PANTHENOL; TOCOPHEROL; PROPANEDIOL; ISOPROPYL TITANIUM 
TRIISOSTEARATE; BHT; PROPYLENE GLYCOL; XANTHAN GUM; METHYLISOTHIAZOLINONE. 
PODE CONTER: CI 77492; CI 77891; CI 77491; CI 77499.

Quem fez a minha roupa? #fashionrevolution

Post um pouco atrasado, mas eu não poderia deixar de falar um pouco sobre o Fashion Revolution Day. O movimento foi criado por um conselho global de líderes da indústria da moda sustentável que se uniram depois do desabamento do edifício Rana Plaza – que abrigava diversas fábricas de roupa –  em Bangladesh (local no dia 24 de abril de 2013 que deixou 1.133 mortos e 2.500 feridos.

De acordo com o site oficial, a campanha surgiu com o objetivo de aumentar a conscientização sobre o verdadeiro custo da moda e seu impacto em todas as fases do processo de produção e consumo, mostrando ao mundo que a mudança é possível através da celebração dos envolvidos na criação de um futuro mais sustentável e criar conexões exigindo transparência.

quemfez

No Brasil, foram realizados eventos durante toda a semana, como seminários, palestras, campanhas nas redes sociais entre os dias 24 e 30 de abril. Estudantes de moda, por exemplo, se reuniram para discutir formas de inserir essa conscientização no meio em que atuam.

Muitas vezes nos deparamos com preços SUPER baratos em lojas da fast fashion (como a Forever 21), mas o custo disso pode ser a vida de alguém. São diversos casos de trabalho escravo encontrados em países como Índia, Turquia e China. No ano passado, por exemplo, foi denunciada na Turquia uma fábrica que abrigava refugiados da Síria, que trabalhavam em condições de escravidão e produziam roupas para lojas de departamento britânicas.

social_facebook_post_large

Recomendo muito o documentário The True Cost (O custo real), disponível da Netflix., dirigido por Andrew Morgan. O filme retrata a realidade da cadeia de produção das lojas de fast fashion: enquanto as empresas ficam BILIONÁRIAS, os trabalhadores das confecções em países pobres vivem sob condições precárias, recebendo quase nada.

É importante se informar e repensar a forma como consumimos. Investigar a origem das roupas que usamos, comprar menos, visitar brechós e comprar direto de quem faz são algumas das maneiras de praticar a moda consciente.

SAIBA MAIS:

Fashion Revolution Brasilhttps://www.facebook.com/fashionrevolution.brasil

http://fashionrevolution.org/

Modefica – http://www.modefica.com.br/

App Moda Livre – https://play.google.com/store/apps/details?id=br.org.reporterbrasil.modasemescravos&hl=pt_BR

https://itunes.apple.com/br/app/moda-livre/id768062605?mt=8

Minha entrevista com a Nuta do GWS – https://blogminhajanela.com/2016/12/01/conversando-sobre-slow-fashion-com-nuta-vasconcellos/

Slow Down Fashion – https://www.slowdownfashion.com.br/

Review Slow Living – http://reviewslowliving.com.br

 

 

 

Make vegana e cruelty free da Colourpop

Conheci a marca ColourPop quando descobri que os batons de lá e os da Kylie Cosmetics eram feitos na mesma fábrica, inclusive com fórmulas e cores parecidas. A diferença mesmo está no preço: um batom líquido matte da Kylie custa 17 dólares, enquanto um da ColourPop custa 6 dólares. O mais legal é que a marca não testa em animais e tem VÁRIAS opções de produtos veganos.

Fiquei bem curiosa e fui logo fuçar o site da marca e procurar mais, e me apaixonei quando vi fotos e li resenhas sobre produtos. Então, quando soube que o site entrega no Brasil, corri para comprar alguns itens. No geral fiquei bem satisfeita com a compra, os produtos da ColourPop são bem baratos, e tive a sorte de não ser taxada.

IMG_4917

Comprei o iluminador Flexitarian ($8), a sombra Super Shock Birthday Girl ($5) e os batons Ultra Matte Lips ($6 cada) nas cores Trap e Instigator. São todos veganos, o FAQ do site tem uma lista com todos os produtos não veganos, o que facilita muito.

iluminador

Flexitarian Highlighter

iluminador2

Gente, pense num iluminador maravilhoso! Essa textura é bem diferente, fica entre o cremoso e pó, o que deixa um acabamento muito bonito e iluminado. A durabilidade é muito boa também. A cor é um champagne perolado, imagino que em peles mais escuras possa ficar esbranquiçado, mas no site da Colourpop tem várias opções de tonalidade.

Nessa foto eu estou usando o iluminador e o batom Instigator:

Uma publicação compartilhada por Nicoly Monteiro • Minha Janela (@blogminhajanela) em Fev 7, 2017 às 8:39 PST

 

Fiquei um pouco preocupada porque o meu veio rachado, mas por causa da textura, logo nos primeiros usos ele “colou” então não tive problemas. Notei que o modo mais eficiente de aplicação é com os dedos, sai bem mais produto do que com o pincel.

sombra

Super Shock Shadow Birthday Girl

sooombra

A sombra tem a mesma textura do iluminador, então prefiro aplicar com os dedos também. Ela brilha bastante, mas é super usável em ocasiões mais tranquilas. A durabilidade é muito boa, ela sobreviveu com dignidade a um dia de Carnaval em Olinda sem primer nem nada (melhor forma de testar um produto). A cor fica mais clara nas pálpebras do que no potinho, é um dourado clarinho com partículas de glitter.

IMG_5007

Ultra Matte Lips Trap e Instigator

IMG_5002

Em cima, o Instigator, em baixo, o Trap

Faz tempo que eu estava atrás de um dupe do Dirty Peach, da Kylie, então fiquei bem feliz quando soube do Instigator. É um tom de pêssego meio pastel muito bonito. Já o Trap é um malva/roxo acinzentado e é o batom que eu mais uso no momento.

Sem dúvidas são os melhores batons que já testei em termos de durabilidade! Sempre me incomodo quando vou comer alguma coisa e sobra só o contorno do batom, mesmo usando batons líquidos matte, alta durabilidade e etc. Com esses da ColourPop fico tranquila. Eles também não craquelam nem mancham, mas é bom cuidar bem da hidratação dos lábios para a aplicação ficar mais bonita.