Resposta da Natura sobre testes em animais

Sempre que surge alguma dúvida sobre uma marca ser ou não cruelty free eu procuro enviar perguntas diretamente para eles. Acho a melhor forma de esclarecer as coisas, já que nem sempre é possível achar informações atualizadas na internet. Recentemente, entrei em contato com a Natura com as minhas dúvidas e deixo aqui na íntegra as respostas. Fiquei bastante satisfeita com as respostas e em saber que tem mais uma marca cruelty free que posso consumir!

A Natura testa ou seus fornecedores testam seus produtos em animais?

Desde 2006, a Natura não realiza testes em animais para avaliar a segurança e eficácia de seus produtos e matérias-primas. A Natura consta da lista do PEA (Projeto Esperança Animal), entidade ambiental contrária a maus tratos de animais, que relaciona empresas que não realizam esse tipo de testes. Utilizamos as mais avançadas técnicas mundiais de avaliação de segurança, que incluem modelos computacionais, testes in vitro validados pela comunidade científica internacional, testes em pele e córnea sintéticas, produzidas em laboratório, além de pesquisa e revisão contínua dos dados publicados em literatura científica.

Caso não teste, paga algum laboratório para fazer esse serviço?

Os ingredientes desenvolvidos para a Natura por fornecedores também não são testados em animais. Temos controle sobre novas matérias-primas que são candidatas para entrar em nosso portfólio, e uma das perguntas que deve ser respondida pelo fornecedor é se esta matéria-prima foi testada em animais.

A Natura vende da China?

A sustentabilidade está na essência da Natura e temos muito orgulho de ser uma multinacional brasileira. Atuamos em diversos países, com os mesmos princípios que nos orientam no Brasil. Fabricamos produtos de maquiagem com parceiros em países como Itália, Estados Unidos, Argentina e China, sempre em busca da melhor tecnologia. Independentemente de onde é produzido o produto, os fornecedores são rigorosamente auditados e aprovados pela Natura de acordo com requisitos equivalentes aos adotados em nossas próprias fábricas.

A Natura utiliza derivados de animais em seus produtos? Quais produtos da Natura não utilizam derivados de animais?

A Natura opta por ingredientes vegetais sempre que essa opção se mostra eficaz e segura para o consumidor. Hoje, mais de 80% dos ingredientes utilizados em nossas formulações são de origem vegetal. Alguns produtos do nosso portfólio possuem cera de abelha, como é o caso de itens de maquiagem, e a sua obtenção não está relacionada com a morte ou o sofrimento do animal. A partir de 2009, iniciamos um movimento para substituir, gradualmente, tais ingredientes do nosso portfólio, desde que isso se mostre seguro ao consumidor. Adicionalmente, auditorias são conduzidas de forma a garantir que nossos fornecedores obedeçam às práticas e normas da Natura.

listra

Instagram: https://www.instagram.com/blogminhajanela

Facebook: https://www.facebook.com/minhajanelablog

Snapchat: @minhajanelablog

Favoritos de Julho (2016)

Oi, gente! O mês de agosto chegou e com ele a certeza de que o segundo semestre vai passar voando.  Como sempre, vou dividir com vocês os meus preferidos do mês anterior. Em julho eu me apaixonei por muita coisa, foi difícil selecionar só alguns para colocar aqui. A maioria é de beleza, assunto que adoro, mas se vocês acharem legal eu começo a incluir mais itens relacionados a música, literatura e filmes – ou até fazer posts de favoritos só para essa tipo de coisa.

IMG_3448

The Honest Company Organic Healing Balm

Pense num produtinho maravilhoso! Eu fiquei louca por esse bálsamo da The Honest Company depois que vi a Ingrid Nilsen (youtuber americana)  indicando em um vídeo. O Organic Healing Balm age como um hidratante poderoso para as áreas mais ressecadas do corpo, como mãos e cutículas, pés, joelhos e cotovelos, além de melhorar áreas irritadas, sensíveis, avermelhadas ou machucadas da pele. Também pode ser usado no cabelo e virou meu protetor labial preferido! Uso sempre antes de dormir e durante o dia deixo na minha bolsa.

A fórmula ainda é orgânica e contém óleo de coco, semente de girassol, mel, óleo de calêndula, manteiga e karité, entre outros. Eu fiquei animada, porque desde que deixei de usar Bepantol (que testa em animais), não tinha achado um produto com múltiplas utilidades como esse. Não achei para vender no Brasil, então pedi no site do eVitamins. Paguei R$45, o que seria um ótimo preço se eu não tivesse sido taxada pela alfândega – comprei ele e um protetor solar e fui taxada em R$70. Mas eu acho que vai durar bastante, porque ele é bem concentrado.

Cruelty Free ✓ Orgânico ✓

listra

 

7896512900166_1

Sabonete Antisséptico Granado

Outro produto multifacetado! Uso esse sabonete só no rosto, mas ele também é anticaspa (liberado para low poo) e pode ser usado como um sabonete comum, no corpo. Ultimamente minha pele resolveu me presentear com oleosidade e cravos, então incorporei o sabonete antisséptico na minha rotina, acho que ajuda bastante. O preço é bem amigo, custa R$6 nas lojas Granado!

listra

IMG_3470

Batons Líquidos Pausa Para Feminices

 

A Tracta tem uma marca só para produtos feitos em parcerias com blogueiras chamada Tblogs, cujas vendas são feitas apenas pelo site. A Bruna Tavares, do blog Pausa Para Feminices tem uma linha gigante de batons na Tblogs, um mais lindo que o outro! Dá vontade de comprar tudo. Me controlei e comprei dois no mês passado e fiquei muito satisfeita. Eu já tinha falado por aqui sobre um batom dessa linha chamado Siren, que é em bala, pois uso direto. Os batons líquidos são igualmente bons! São super pigmentados, secam rápido e a durabilidade é ótima. Eles não são tão confortáveis de usar como os batons em bala, principalmente logo quando eu passo, mas acho que é característica de batons líquidos, porque eles criam uma “película” nos lábios. Mas não craquelam nem marcam as pelinhas da boca, pelo contrário, o acabamento é bem bonito.

IMG_3464

Batom Luanda

IMG_3462

Batom Hermione

Cruelty Free ✓

listra

Hidratante-Labial-Granado-45g_811319

Hidratante Labial Granado

Esse protetor labial fica sempre na minha bolsa. Ele tem FPS então eu gosto de usar durante e o dia, sozinho ou antes do batom. A fórmula contém leite de aveia, óleo de buriti e outros óleos e manteigas vegetais. Eu já me decepcionei várias vezes com lip balm, mas esse realmente funciona! Noto bastante a diferença nos meus lábios. Custa R$25.

Vegano ✓ Cruelty Free ✓

listra

IMG_3484

Canecas Tok Stok

 Canecas fofas sempre são bem-vindas! Eu procurei esse modelo de caneca esmaltada (a azul) em algumas lojas no centro da cidade, mas as que eu achei não eram de boa qualidade, e eu queria uma que durasse bastante. O bom desse tipo de caneca é que elas conservam mais a temperatura da bebida, além de serem super bonitas. A outra eu achei quando tava procurando a esmaltada na Tok Stok, e não resisti! Eu trabalho em um escritório, mas acabo usando meu home office para fazer as coisas do blog, então me identifiquei. Cada uma custou R$18.

listra

Instagram: https://www.instagram.com/minhajanelablog/

Facebook: https://www.facebook.com/minhajanelablog

Snapchat: minhajanelablog

Mudança de hábitos

Nas últimas semanas eu resolvi trocar quase todos os produtos que uso na minha pele. Já faz um tempo que eu tento ser mais consciente em relação ao que eu compro, da alimentação aos cosméticos. O problema é que tem MUITA coisa para ser levada em consideração e quando eu começo a ler sobre algo, já fico louca querendo jogar tudo o que eu tenho fora, mas aí lembro que não tenho dinheiro pra substituí-las então tento ter um pouquinho de paciência.

Vou tentar falar sobre minha relação com cosméticos em geral, que mudou bastante nos últimos dois anos. Para começar, eu evito ao máximo usar produtos que são testados em animais. Acho que posso viver com um rímel não tão bom sabendo que ele não foi testado nos olhos de um coelhinho fofinho – não estou inventando essa informação, os coelhos são os bichinhos mais utilizados nesses testes.

cruelty-free-logo

Esse selinho é um ótimo sinal, pena que é tão difícil de achar

O difícil é saber quais marcas são legais e quais são piores do que a Cruella de Vil, porque, obviamente, isso não é algo que elas querem que todo mundo saiba. Existem listas e listas na internet, mas é difícil ter uma informação definitiva. Por exemplo, qualquer marca que queira comercializar seus produtos na China é obrigada pela lei de lá a realizar esse tipo de teste, e acho que dá para imaginar que é um mercado bem grande que muitas não querem abrir mão.

Uma grande decepção pra mim, por exemplo, foi a Maybelline, que tem produtos ótimos e preços justos, mas que testa em animais. Acho que vai de cada um se sentir confortável com isso ou não. No final das contas, a maioria dos componentes (principalmente os sintéticos) presentes nos produtos que usamos hoje algum dia já foram testados em animais, mesmo que muito tempo atrás. Então ninguém é um monstro por usar o Colossal (saudades desde já), mas eu particularmente não me sinto bem gastando dinheiro com isso. A parte boa é que muitas marcas nacionais e baratas não testam em animais (Vult, Quem Disse Berenice?, Natura, Daillus), e são elas que estão me salvando nesse momento de transição.

Depois de parar de usar um monte de coisa por causa da questão da crueldade com os animais, inventei outra restrição: sintéticos do mal. No começo eu achava que era exagero, coisa pouca, mas depois de uma lida mais a fundo eu vi que o problema é bem complicado. A maior parte das grandes empresas usa ingredientes baratos que dão uma “enganada”, mas que não realmente fazem bem para a pele, e com o uso contínuo acabam fazendo mal à saúde. Por exemplo, os parabenos, conservantes presentes em muitos produtos, que são absorvidos pela pele e entram na corrente sanguínea, onde passam a agir como disruptores hormonais e muitas pesquisas já ligaram essa substância a casos de câncer de mama.

E tem a parafina liquida, meu maior pesadelo. Desafio qualquer pessoa a dar uma olhada no rótulo do seu hidratante corporal ou condicionador de cabelo e não achar essa bendita. Ela é um tipo de óleo mineral derivado do petróleo que traz exatamente zero benefícios para o corpo, mas cria uma película impermeável que não permite que o cabelo ou pele perca hidratação, o que dá a sensação momentânea de maciez, mas que na verdade barra a reposição nutricional quando essa hidratação acabar.

“Nossa, brigada, agora estou cheia de nóias”,  é o que você deve estar pensando. Bem-vinda ao clube! Mas acho importante começar o blog com esse post para mostrar que eu ainda estou aprendendo e meus hábitos de consumo estão mudando (assim como os de muita gente), e não vejo problema nisso. Então não vai ser todo tipo de produto que vou comentar por aqui nos posts de saúde/beleza, da mesma forma que não posso garantir que tudo vai ser vegano, cruelty free, natural e tudo o mais.

Ninguém aqui é de ferro, milionário (tirando algumas pessoas) ou mora em Nova York (odeio tais pessoas) para ter uma infinidade de produto 100% éticos e maravilhosos. No final nas contas o importante é saber o que você está colocando na sua pele para poder fazer escolhas conscientes e ir aprendendo com o tempo o que funciona para você.